Como combater queda de cabelo feminino: dicas, causas e tratamentos!

Ao pentear o cabelo é normal sair alguns fios no pente ou na escova, mas quando a situação começa a se agravar e o cabelo começa a cair bem mais que de costume, o alerta para a situação fica ativado. E a partir daí começa a preocupação de como combater a queda de cabelo feminino.

Esse tipo de situação pode ser advinda de diferentes causas, mas a queda de cabelo feminino é um ótimo sinal de que algo anda diferente no organismo, e por isso é preciso ligar mesmo o alerta e buscar informações para as possíveis causas que estão fazendo os fios caírem mais que o normal.

E se você está passando por um momento em que a cabeleira está, literalmente, indo pelo ralo, é preciso ficar atenta e descobrir mais sobre o assunto para evitar tal situação e até mesmo dicas de como combater e tratar a queda de cabelo.

dicas e cuidados

O que é a Queda de Cabelo Feminina?

Antes de falarmos sobre queda de cabelo feminino, é preciso ter claro que esse problema é diferente da calvície, que também atinge mulheres. Por isso, antes vamos desmistificar cada caso:

  • Queda de cabelo feminino: a queda de cabelo nas mulheres costuma ser apenas durante uma fase, que pode estar ligada a diferentes causas, e durante esse período nota-se que os fios estão caindo mais que de costume (a queda normal, refere-se a uma média de perda de 10% dos fios por dia – o que pode variar, em média, em torno de 100 fios diariamente). Durante essa queda periódica, outros fios voltam a nascer e apesar de ser apenas uma fase é preciso buscar por um tratamento para interromper o quanto antes essa variação na queda de cabelo.
  • Calvície feminina: a calvície é um assunto bem diferente e pode estar ligada a diversas causas, sendo a principal, uma herança genética. No caso da calvície feminina, o problema atinge em média 5% das mulheres e começa a aparecer entre o final da juventude e o início da vida adulta. Para diferenciar a queda por alguma causa específica da calvície, a dica é observar se os fios estão caindo aos montes, ou se você começa a notar falhas no couro cabeludo, mas não vê tanto cabelo no travesseiro ou pelo chão da casa. Essa segunda característica, onde o couro cabeludo fica cada vez mais ralo e menos fios soltos são observados, caracteriza a calvície que interrompe o crescimento de cabelo novo; mas que com um diagnóstico precoce pode ser revertido.
diferença queda e calvície

A calvície pode deixar a raiz mais rala

Se você já observou essa diferenciação entre queda periódica dos fios e calvície, já pode entender melhor os sinais do seu corpo, e assim entender o por que do cabelo caindo.

Então, antes de achar que está ficando careca, é hora de se observar e dedicar um pouco mais de atenção a você e ao seu corpo.

 

Quais as Possíveis Causas?

Nunca existiu uma fórmula única para diagnosticar a queda de cabelo feminino, e esse tipo de perda dos fios pode estar relacionada a problemas e períodos bem variados. E para exemplificar essas fases em que os fios caem com mais intensidade, vamos a algumas causas bem comuns:

 

Problema hormonal

A variação hormonal pode sim ocorrer, mas quando há excesso de uma substância e/ou queda drástica de outra no organismo, isso vai refletir de alguma forma, e uma das maneiras é a partir do enfraquecimento do cabelo e queda dos fios.

Essa variação de hormônios pode estar correlacionada a diversas situações, e uma delas é com o uso de anticoncepcionais femininos.  Geralmente, os anticoncepcionais orais e injetáveis são os maiores causadores desse tipo de queda de cabelo, pois inserem mais hormônios no corpo. Por isso, é de extrema importância ir a um ginecologista antes de fazer uso de um método contraceptivo, pois assim, o médico vai pedir exames e a partir de então orientar qual o remédio adequado de acordo com suas taxas hormonais.

A produção excessiva de testosterona pelo organismo também é um causador de queda de cabelo feminino. O hormônio existe e é essencial ao corpo da mulher, mas seu excesso pode gerar maior oleosidade na pele e no couro cabeludo e também gerar a queda dos fios.

No âmbito de doenças que podem causar queda de cabelo, entram os problemas endocrinológicos, como disfunções na tireoide, que podem estar ligadas a uma liberação excessiva de hormônios (hipertiroidismoou pela liberação em quantidade insuficiente (hipotireoidismo). A regulação da glândula pode ser feita através do diagnóstico dessa disfunção e posteriormente tratada para reverter a queda de cabelo e outros problemas que podem estar relacionados com a doença.

 

Na Amamentação / Gravidez

Para quem está passando pela gravidez, e principalmente pela fase pós-parto seguida da alimentação, vai notar uma queda drástica de cabelo, e você não é a única mulher que vai sofrer com isso.

Durante a gravidez em si, é provável que você note menos fios soltos e que a queda de cabelo feminino dê uma cessada, já que os fios ficam mais fortalecidos por conta da produção de hormônios para a geração do bebê.

queda de cabelo amamentação

No entanto, depois que o bebê nasce as coisas começam a mudar, e a queda de cabelo em excesso passa a assustar. Isso ocorre porque a produção de hormônios ainda pode estar voltando ao normal e o que não caiu durante a gestação, passa a cair nessa etapa.

O período mais intenso da queda de cabelo feminino pós-parto costuma acontecer, em média, até os 7 meses, e logo em seguida já dá para observar novos fios nascendo. No entanto, se a queda não regularizar após esse período, é importante procurar por um médico, pois as madeixas caindo podem estar relacionadas a outros problemas, como a falta de algum nutriente específico.

 

Anemia

E como acabamos de falar da ausência de algum nutriente ou vitamina específica, a anemia também é uma grande causadora da queda de cabelo feminino.

E um dos principais causadores dessa queda é a falta de ferro no organismo. Essa ausência de ferro vai além da queda dos fios e reflete também em problemas como unhas enfraquecidas e sonolência.

Então, se você tem observado que se sente mais cansada, com cabelos caindo e unhas fracas, já passou da hora de procurar por um médico para avaliar a sua situação.

 

Por Estresse / Ansiedade

Anda nervosa, estressada e sofre de ansiedade?

causas

Tudo isso já não é um bom sinal para o seu corpo, e essa variação no humor pode refletir na queda das madeixas de diferentes formas:

  • Eflúvio telógeno: nesse tipo de queda, o estresse ou ansiedade podem colocar os folículos em um período de repouso, que cessa o crescimento, e aí você também nota que seu cabelo não está crescendo como de costume. Depois de algum tempo os folículos que sofreram com esse repouso começam a expelir os fios, que podem acontecer de repente e em uma quantidade acima do normal, gerando uma queda de cabelo feminino em quantidade maior.
  • Alopecia areata: nesse tipo de queda, possivelmente causada pelo stress ou ansiedade, o sistema imunológico sofre uma disfunção e além de notar que você está ficando doente com mais frequência, também se nota os fios caindo com muito mais intensidade.
  • Tricotilomania: este caso é uma variação bem diferente das versões anteriores que estão ligadas a disfunções do organismos causadas por estresse. Este tipo de queda é causado pela própria pessoa que sem notar vai puxando fio a fio, e pode enfraquecer os folículos causando a queda. A queda tricotilomania não é notada pela pessoa que puxa, e já que ela passa a aderir tal feito como uma mania para lidar com momentos mais estressantes e de maior ansiedade. No entanto, pode ser observada por outras pessoas.

 

Então, se você tem vivido um momento de maior estresse e ansiedade, a queda dos fios pode estar relacionada a alguma dessas causas, e por isso, é hora de acalmar-se e até mesmo procurar por um médico.

 

Pós Cirurgia

Não é raro as mulheres que se queixam da queda de cabelo pós-operatório, e na verdade não é bem a cirurgia que causa a queda de cabelo feminino.

Há duas hipóteses para os fios caírem após uma cirurgia – a primeira está relacionada ao estresse antes da cirurgia em que a paciente fica ansiosa e preocupada; e a outra possibilidade é na necessidade do organismo de se restabelecer o mais rápido possível, de forma a direcionar mais nutrientes para a recuperação.

Outra queixa bem comum de fios caindo é por pacientes que passam por cirurgias bariátricas, e neste caso além das duas possibilidades citadas anteriormente, ainda há a fase pós-operatório dessa cirurgia que pode estar ligada a uma ingestão menor de nutrientes, e neste caso, antes mesmo da cirurgia é ideal procurar por um profissional da área de nutrição para ter acompanhamento alimentar.

 

Processos químicos

Para quem adora mudar as madeixas, seja pintando, alisando ou com outros processos químicos que possam atingir a raiz, a queda dos fios pode estar relacionada a um desses processos, ou até mesmo ao uso seguido de mais de uma forma incompatível quimicamente.

A queda de cabelo feminino causada pelos processos químicos pode ser de duas maneiras – quebra dos fios ou dano ao folículo capilar. E ambas são bem preocupantes, afinal ninguém quer ficar careca.

queda química

O excesso de processos químicos pode danificar o fios

Então, se você é adepta de qualquer processo químico, é melhor deixar a tarefa para um profissional. Por mais tentador que seja de fazer o processo em casa, o uso de um produto errado ou até mesmo a mistura de dois compostos incompatíveis pode fazer grandes estragos.

Por isso, nada de se render a sua tentação, de pintar, alisar ou relaxar os fios em casa. Um bom profissional sabe exatamente o que deve ser feito em cada cabelo, e sempre fará os testes necessários antes de realizar cada procedimento.

O que Fazer?

Desde que você não seja médico, não é hora de se auto diagnosticar!

A queda de cabelo feminino pode envolver diversas questões e ser apenas um sinal externo de alguma disfunção interna que você não está notando, por isso é imprescindível procurar por um dermatologistamédico que vai pedir exames específicos e diagnosticar a causa do problema.

diagnóstico

O médico será capaz de identificar a causa do problema

De acordo com os exames, o médico vai apontar as causas exatas do problema e a partir do diagnóstico orientar qual o tratamento mais eficaz para a queda dos fios, ou até mesmo te encaminhar para outra especialidade da medicina caso encontre outra disfunção, por exemplo, uma variação da glândula tireoide.

 

Remédios e Vitaminas

Para quem está procurando maneiras de como combater queda de cabelo feminino, a regra de procurar um médico é indispensável, mas antes você pode se orientar sobre algumas opções de remédios e vitaminas, e assim até levar algumas perguntas sobre o possível uso desse tipo de complemento.

remédios e vitaminas

Ah, mas vamos lembrar que a super dose de vitaminas também pode causar disfunções, então, é essencial saber exatamente do que seu corpo necessita.

 

  • Pantogar: complexo de vitaminas que ajuda a complementar possíveis ausências ou insuficiências do organismo. E assim, age no tratamento contra queda de cabelo e unhas fracas.
  • Minoxidil: atual como vasodilatador, ampliando o diâmetro das veias do couro cabeludo, resultando no crescimento de novos fios e fortalecimento e volume do cabelo.
  • ​Innéov nutricare: composto a base de ômega 3 e óleos. O composto age no bulbo capilar e auxilia a microcirculação, refletindo em cabelos mais fortes e crescimento de fios novos.
  • Follixin: suplemento alimentar, que visa regular a ausência de nutrientes do organismo e assim cessar a queda por falta de nutrientes e vitaminas.

Tratamentos Caseiros

Quem nunca recorreu a uma receitinha caseira da vovó para tratar de algo?

tratamentos caseiros

Os tratamentos caseiros devem ser feitos com regularidade

E se você está em busca de como combater queda de cabelo feminino com receitas caseiras, anote as dicas:

 

Babosa

receita com babosa

  • Retire a “baba” de duas folhas de babosa;
  • Bata essa baba da babosa em um liquidificador para ficar mais fácil de aplicar nos fios;
  • Passe essa misturinha batida em todo o cabelo, inclusive na raiz, massageando o couro cabeludo com delicadeza;
  • Coloque uma touca de banhou ou de alumínio e deixe a mistura agir por 30 minutos no cabelo;
  • Lave o cabelo normalmente e repita o processo 2 vezes por semana.

 

Iogurte, azeite e ovo

receita caseira

  • Misture um copinho de iogurte natural, 3 colheres (sopa) de azeite e 1 ovo;
  • Aplique essa misture em todo o cabelo, e principalmente no couro cabeludo, fazendo movimentos circulares e suaves na raiz do cabelo;
  • Deixe a mistura no cabelo agir por 1 hora;
  • Lave o cabelo normalmente com shampoo e condicionador;
  • Repita o procedimento 1 vez por semana, e após 4 semanas, faça o procedimento apenas uma vez por mês.

 

 

 

 

Com as dicas do post do que pode causar e como combater queda de cabelo feminino, é hora de observar os sinais que seu corpo está dando, anotar tudinho e procurar por um médico para avaliar seu problema e assim indicar o tratamento específico para o seu caso. Então, é hora de se cuidar e de cuidar das madeixas!


Veja Mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *